Cirurgia de Laringomalácias

Veja o que o Dr. Fabiano Gavazzoni tem a dizer sobre laringomalácia

A respiração do recém-nascido deve ocorrer pelo nariz, ser silenciosa e permitir que a criança mame de maneira contínua sem engasgos ou afogamentos. O principal órgão responsável por esta situação é a laringe, que situa-se no pescoço, exatamente onde se cruzam faringe, esôfago e traquéia. A laringomalácia é uma alteração da sensibilidade da laringe que pode gerar dificuldade respiratória e distúrbios da deglutição. Nestes casos, há perda da resistência das cartilagens que sustentam as cordas vocais, e consequente obstrução parcial da via aérea durante a inspiração do ar. Seu sinal mais frequente é um barulho que ocorre durante a respiração (assobio ou ronco) conhecido como estridor laríngeo. A laringomalácia, na maioria das vezes, não exige qualquer tratamento (conduta expectante), pois há melhora espontânea com o desenvolvimento da criança. Nos raros casos graves, onde ocorre comprometimento da respiração (crises de falta de ar) e/ou dificuldade no ganho de peso e crescimento, a correção cirúrgica está indicada. O procedimento é feito através da boca, com auxílio de um microscópio cirúrgico e micropinças, sob anestesia geral. A cirurgia é paliativa, amenizando o problema até a maturação completa dos tecidos e consequente resolução do problema. O pós operatório deve ser feito em unidade de terapia intensiva, considerando que o calibre diminuto da via aérea gera um grande risco de obstrução respiratória aguda e asfixia. Após 24 a 48 horas o paciente recebe alta para o quarto e no dia seguinte, para casa.

Clínica de Otorrinolaringologia Gavazzoni Ltda.

Rua Nunes Machado, 472 cj 304 - Rebouças

Curitiba - Paraná - CEP: 80240-000

 

  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook Metallic

Copyright 2013 - Todos os direitos reservados

Clínica de Otorrinolaringologia Gavazzoni Ltda.